Resultados

Carta-Compromisso Pelo Fim do Trabalho Escravo na Produção de Carvão Vegetal


Em parceria com o Instituto Observatório Social, a pesquisa Escravos do Aço teve grande importância na criação do Pacto Nacional Pela Erradicação do Trabalho Escravo no Brasil. No interior da Amazônia, a Papel Social encontrou carvoarias com trabalhadores vivendo em regime de escravidão. O carvão produzido por essas pessoas era usado nas principais siderúrgicas da região Norte. Esse mesmo carvão entrava na cadeia produtiva das maiores siderúrgicas do mundo. Motivada pela pesquisa, foi lançada a Carta-Compromisso Pelo Fim do Trabalho Escravo na Produção de Carvão Vegetal. O documento foi assinado por grandes siderúrgicas e por organizações classistas como CUT e FIESP. A pesquisa contribuiu para erradicar o trabalho escravo da cadeia produtiva de diversas empresas. Depois da Carta Compromisso, foi lançado o Pacto Nacional Pela Erradicação do Trabalho Escravo no Brasil.


Saiba mais sobre esta pesquisa:


voltar