Notícias

Reposicionamento da Papel Social


Girls in the boat at Rio Negro (Black River), around Sao Gabriel da Cachoeira town. Amazonas State, Brazil.

Nos últimos dois anos, a Papel Social passou por um profundo processo de amadurecimento organizacional, com a avaliação dos resultados obtidos em mais de uma década de existência.

Ao longo de nossa trajetória, iniciativas lideradas pela Papel Social contribuíram, de forma efetiva, para influenciar decisões de grandes empresas, mudar cenários e estabelecer novos marcos de relacionamento entre comunidades, organizações da sociedade civil e empresas.

No começo do nosso trabalho, a transformação precisava ser provocada por uma denúncia, como é o caso das nossas pesquisas sobre a cadeia produtiva do aço, do vestuário e da celulose, dentre outras. Com o passar do tempo, outras formas de atuação se tornaram tão ou mais efetivas.

Uma parcela significativa das empresas também mudou. Hoje, algumas corporações tomam a iniciativa de monitorar suas cadeias produtivas e estudar o cenário em torno da origem das matérias primas, com o objetivo de identificar e prevenir violações de direitos humanos e agressões ambientais.

Diante deste cenário, a Papel Social se reestruturou. Nos últimos meses, colocamos em prática um plano de reposicionamento que aprofunda a efetividade das ações realizadas. O trabalho principal continua centrado em Comunicação e Pesquisa de Cadeias Produtivas, só que agora com uma ampliação no escopo das atividades realizadas. Além disso, foram incluídas três novas frentes de trabalho: Campanhas, Negociação e Formação.

Estas cinco frentes estão referenciadas nos temas que deram origem à Papel Social e representam o alicerce do nosso campo de interesse: Condições de Trabalho, Meio Ambiente e Direitos Humanos.

Com isso, a organização agora atua nas seguintes frentes:

PESQUISAS: pesquisar cadeias produtivas é o coração do nosso trabalho. Mediante esses estudos, identificamos cenários e desafios em todos os elos do negócio, desde a obtenção das matérias primas até a venda das mercadorias ao consumidor final. Com um olhar sobre os impactos socioambientais, mapeamos a rede de negócios e identificamos questões ligadas a trabalho escravo, violação de direitos, meio ambiente, questões de gênero e condições de trabalho.

COMUNICAÇÃO: produção de conteúdo para diferentes mídias; adequação de linguagem; documentários e vídeos; construção e gerenciamento de plataformas digitais;consultoria para posicionamento estratégico no campo social e ambiental; gestão de redes.

CAMPANHAS: amparadas por pesquisas, as campanhas são idealizadas para mudar cenários, sensibilizar e mobilizar para temas ligados a direitos humanos, condições de trabalho e meio ambiente.

NEGOCIAÇÃO: com o suporte de pesquisas, participamos e lideramos frentes de negociação objetivando unir esforços pra enfrentar desafios ligados ao campo socioambiental, envolvendo empresas, governos e sociedade civil organizada.

FORMAÇÃO: desenvolvimento de produtos específicos para a formação e capacitação de atores para o campo dos direitos humanos e meio ambiente, com o auxílio de suportes didáticos, palestras e seminários.

Conheça a nossa equipe

Para saber mais, acompanhe o nosso site e as nossas redes!

voltar